mesa de cima de um PJ em marketing

Quero ter um PJ em marketing: o que preciso fazer?

Saiba que para ter um PJ em marketing é necessário fazer o seu registro no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ). De fato, é com este registro que você pode contratar serviços de marketing, diretamente com uma empresa.  

Thank you for reading this post, don't forget to subscribe!

Tendo isso em vista, o Ibrage preparou esse artigo para explicar como proceder para ter um PJ na área de marketing. Além de esclarecer as vantagens que você terá ao atuar como PJ.

Por onde começar para ter um PJ em marketing?

Saiba que o primeiro passo para ter um PJ em marketing é fazer o seu registro no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ). De fato, este registro funciona como uma identificação da sua atividade profissional como uma pessoa jurídica (PJ).

A partir deste cadastro é que a Receita Federal tem meios para monitorar os tributos e obrigações legais das empresas. Além disso, é um instrumento para assegurar a regularidade da sua atividade profissional em marketing.

É importante esclarecer que tendo um PJ, o profissional estabelece uma relação de prestação de serviços com a empresa. Ou seja, não constitui um vínculo empregatício com a empresa contratante, mas uma relação de parceria em torno de determinado serviço. 

Afinal, o contrato a ser realizado ocorre entre empresas, pois ter um PJ é o mesmo que ter uma empresa. Por isso, você tem flexibilidade e autonomia para estabelecer a sua agenda de trabalho, bem como o local mais adequado para atender a essa finalidade.

O que é preciso definir para ter um PJ em marketing? 

Para ter um PJ em marketing é preciso definir as principais características para moldar o formato do seu negócio de prestação de serviços. Por isso, veja em seguida o que é preciso definir para ter um PJ:

1.º – Definir o porte da empresa

O porte da empresa pode ser Microempresa (ME) ou Empresa de Pequeno Porte (EPP), tendo de observar que o limite para o faturamento é de R$ 4,8 milhões;

2.º – Escolher a natureza jurídica

São mais adequadas para prestação de serviços de marketing as seguintes opções: 

  • EI – Empresário Individual;
  • LTDA – Sociedade Limitada;
  • SLU – Sociedade Limitada Unipessoal. 

3.º – Escolher as atividades na CNAE

Verificar como a sua atividade está listada na Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), podendo ter uma atividade principal e outras secundárias. 

Em seguida, veja alguns CNAEs para a área de marketing:

7311-4/00Agências de Publicidade 
7319-0/04Consultoria em publicidade 
7319-0/03Marketing Direto 
7319-0/02Marketing de Afiliados 

4.º – Definir o regime tributário

Os regimes tributários adotados no país são o Simples Nacional, o Lucro Presumido e o Lucro Real. Certamente, para uma definição adequada para o seu negócio, é interessante contar com o apoio de uma empresa especializada no assunto.

Quais são os registros, licenças e documentos para ter um PJ em marketing?

Saiba que para ter  um PJ em marketing, existem os procedimentos burocráticos para atender as exigências da legislação. Em seguida, veja os mais importantes, que não podendo ser esquecidos para garantir o sucesso do negócio:

1.º – Preparar o contrato social com as definições que caracterizam o negócio, bem como a participação dos sócios;

2.º – Obter o CNPJ com a Receita Federal;

3.º – Realizar o registro da empresa na Junta Comercial;

4.º – Solicitar o Alvará de Localização e Funcionamento;

5.º – Realizar a Inscrição Estadual ou Municipal;

6.º – Abrir uma conta bancária, que pode ser uma conta digital para pessoa jurídica ou no formato tradicional.

Portanto, com todas as informações detalhadas, veja como ficou bem mais fácil providenciar o seu PJ em marketing. Mas, como são muitos passos e requerem um conhecimento da legislação, é interessante contratar uma empresa especializada.Para mais informações sobre o assunto, acesse o site do Ibrage e conheça as nossas soluções financeiras sob medida para o seu negócio.