Quer saber como calcular e administrar a carga tributária do seu empreendimento? O blog do Ibrage explica este assunto em detalhes. Acesse e saiba mais.

Como saber a carga tributária da sua empresa?

O que é a carga tributária para empresas?

Quando se fala em carga tributária para empresas, é preciso pensar em todos os impostos obrigatórios a nível municipal, estadual e federal. 

Thank you for reading this post, don't forget to subscribe!

A lista de obrigações é extensa e, por isso, a gestão de pagamentos é essencial para a sobrevivência e crescimento dos negócios. Para entender mais, continue no blog do Ibrage 

Um dos pontos mais importantes na definição de tributos de uma empresa é o regime de tributação em que está categorizada.

De forma geral, o  regime tributário se refere ao conjunto de regras estabelecidas, através da legislação, para o recolhimento de impostos. 

No Brasil, há três regimes tributários utilizados, sendo eles o Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido. O que determina o enquadramento tributário adequado de um empreendimento é a análise de porte, bem como de faturamento anual. 

O Simples Nacional, por exemplo, é um regime de tributação simplificada que atende Microempreendedores Individuais (MEI), Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP). 

No caso do MEI, o faturamento anual pode ser de até R$81.000,00. Para MEs, o valor pode chegar a R$360 mil, enquanto para EPPs tem um limite de R$4,8 milhões.

Com base no regime de tributação do empreendimento, calcula-se alíquotas para o pagamento de tributos. 

Dessa forma, é muito importante que o empreendedor analise o desempenho do negócio periodicamente, pois o enquadramento tributário inadequado pode gerar a falta de  pagamentos ou tributações excessivas. 

Como calcular a carga tributária

Para saber a carga tributária incidente sobre o faturamento de uma empresa, é importante conhecer quais são os tributos e suas alíquotas, o que também varia de acordo com o porte do empreendimento, faturamento anual e tipo de atividade exercida.

Para os optantes do Simples Nacional, a arrecadação realiza-se de maneira unificada, através do pagamento do Documento de Arrecadação do Simples (DAS). 

Em empresas cuja tributação seja feita por Lucro Real, o lucro anual líquido serve como base para o cálculo. Para o Lucro Presumido, o faturamento anual é previsto através de um cálculo realizado sob análise da Receita Federal. 

Entre os principais impostos pagos por empresas, pode-se citar o IRPJ (Imposto de Renda de Pessoa Jurídica), o PIS (Programa de Integração Social), a CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido).

Há também impostos estaduais, como o ICMS, e municipais, como IPTU (Imposto sobre Propriedade Territorial Urbana) e ISS (Imposto Sobre Serviço). 

A carga tributária é, então, o entendimento do impacto dos pagamentos de tributos nos lucros do empreendimento, levando-se em consideração o mesmo período de análise.

Conhecer esses dados é essencial para que a empresa se adeque e realize ações legais para a redução de tributos e aumento dos lucros. 

É possível reduzir a carga tributária?

A redução da carga tributária de um empreendimento realizada de maneira legal, através de posicionamentos sempre guiados pela análise constante de informações fiscais. 

Adequar o regime de tributação pode ser necessário, mas nem sempre é o único fator determinante para a redução.

É importante participar de programas para a redução de impostos e realizar pagamentos dentro das datas estipuladas.

Além disso, a contratação de uma equipe especializada em contabilidade e tributação é uma maneira de evitar erros de cálculo e atrasos com recolhimento de tributos. 

Precisa de assessoria fiscal e contábil? Solicite um orçamento.