Declarar carro financiado no IRPF e algumas mudanças para 2023

Como declarar carro financiado no IRPF é uma dúvida frequente para os declarantes de primeira viagem. Conheça detalhes no artigo da Ibrage.

Por que e como declarar carro financiado no IRPF?

Thank you for reading this post, don't forget to subscribe!

Neste artigo, você aprenderá como declarar carro financiado no IRPF. Também por que esse procedimento deve ser feito no momento de realizar a Declaração de Imposto de Renda em 2023. 

Antes de explicar como declarar carro financiado no IRPF, o blog da Ibrage vai expor as razões pelas quais você não deve esquecer de incluir seu automóvel entre os bens declarados. 

A razão para que se declare um carro no IRPF está relacionada aos ganhos obtidos pelo declarante no ano de referência. Caso os rendimentos tenham superado o valor máximo para enquadramento na faixa de isenção.

Vale lembrar que quem possuir rendimentos tributáveis a partir de R$28.559,70 no ano de 2022 deve realizar o processo de Declaração de Imposto de Renda até o dia 31 de maio de 2023. 

Aquele que receber esses valores ou possuir bens como casas, apartamentos ou automóveis, deve saber como inseri-los na declaração de imposto de renda deste ano. Continue lendo o artigo da Ibrage para entender como declarar carro financiado no IRPF.

Como declarar carro financiado no IRPF?

Antes de você entender como declarar carro financiado no IRPF, é importante lembrar que o sistema de declaração está um pouco diferente este ano. Isso devido às atualizações que o governo federal tem proposto para que o declarante possa aproveitar informações utilizadas em declarações realizadas em anos anteriores. 

O primeiro passo para realizar a declaração de IR é entrar no sistema ou baixar o programa fornecido pela Receita Federal. Em seguida, o declarante pode iniciar o preenchimento com base em informações fornecidas nos anos anteriores ou pode começar uma ficha em branco, caso seja a primeira declaração realizada. Saiba mais através dos Serviços e Informações do Brasil

À medida que os dados forem sendo preenchidos, o declarante poderá acessar um espaço no sistema reservado para a declaração de Bens e Direitos. Ao acessar o conteúdo, quem estiver realizando o preenchimento poderá encontrar a opção de número 21. Ela representa a classe de veículos automotores terrestres, que incluem automóveis, motos, caminhões e similares.

Caso o carro seja financiado, é preciso declarar, além dos dados de quem vendeu e informações sobre o veículo, como RENAVAM, o valor dado como entrada no momento da compra e o total das parcelas pagas, incluindo juros. 

Atenção, pois o valor declarado deve ser igual ao que foi pago. Nunca atualize a quantia em razão da tabela FIPE, esse é um erro comum entre declarantes de automóveis.

Como declarar carro financiado no IRPF pode ser afetado pelas novas faixas e alíquotas?

Não há motivos reais para se preocupar com a mudança de faixas e alíquotas neste momento, pois qualquer alteração passa a valer somente a partir de 2024. De todo modo, o que muda de verdade é a extensão da faixa de isenção de IRPF. Ela deixará de abarcar contribuintes que recebam até R$1903,98 mensais para incluir aqueles que tenham recebido até R$2.640 por mês, com promessa também de reduções nas alíquotas futuras.

A Ibrage realiza dezenas de serviços de contabilidade e pode te fornecer auxílio sobre como declarar seu carro no IRPF. Acesse nossa área de serviços e conheça todas as nossas opções.