Você conhece as diferenças de Autônomo x PJ? Muita gente ainda confunde essas atividades. Leia o artigo da Ibrage e saiba tudo sobre esse assunto.

Autônomo x PJ. Quais são as diferenças?

Autônomo x PJ: Qual é a melhor opção de trabalho?

Se você está lendo este artigo, provavelmente tem dúvidas sobre as diferenças entre trabalho autônomo e Pessoa Jurídica (PJ). Essas questões podem surgir tanto para quem deseja contratar serviços quanto para quem vai trabalhar por conta própria.

Thank you for reading this post, don't forget to subscribe!

Aqui, a Ibrage fornece informações importantes sobre esse assunto.

Quando se trata de trabalhar por conta própria, muitos profissionais têm dúvidas sobre a melhor forma de atuação trabalhista. Portanto, o primeiro ponto deste artigo aborda o estilo de trabalho escolhido por diferentes profissionais.

Em termos gerais, o trabalho autônomo difere da Pessoa Jurídica pela maneira como o profissional se posiciona no mercado.

Enquanto o autônomo geralmente trabalha sozinho e assume todas as responsabilidades relacionadas a entregas, pagamentos e recebimentos, uma PJ pode se enquadrar em diferentes categorias.

Isso significa que uma empresa constituída como Pessoa Jurídica precisa passar por diferentes processos de formalização para se adequar à legislação e operar de acordo com o seu porte e atividades definidas na abertura do negócio.

Uma Pessoa Jurídica também pode prestar serviços para outras empresas, permitindo a emissão de notas fiscais das atividades realizadas.

Ao fazer uma comparação geral entre Autônomo x PJ, podemos concluir que o primeiro tem maior liberdade para atuar de acordo com suas necessidades, enquanto o segundo deve seguir uma série de regras predefinidas de acordo com a natureza do negócio. No entanto, isso também pode ser vantajoso, uma vez que essas regras estabelecem uma organização clara das responsabilidades da Pessoa Jurídica.

Autônomo x PJ: Qual serviço contratar?

Para responder a essa pergunta, você precisa considerar a sua posição na relação de troca de serviços.

Se você atua por meio de uma empresa, é importante contratar os serviços de outra PJ, pois a emissão de nota fiscal só é possível dessa forma.

Se o serviço prestado for para uma Pessoa Física, é possível contratar os serviços de um profissional autônomo.

No entanto, analisar cada caso individualizado pode ser a melhor opção para quem deseja comparar Autônomo x PJ ao escolher o prestador de serviços mais adequados em cada situação.

Autônomo x PJ: Quais são os limites de cada modalidade?

No caso dos profissionais autônomos, os limites estão relacionados à possibilidade de receber benefícios trabalhistas oferecidos aos trabalhadores com carteira assinada (CLT).

Enquanto um profissional contratado por uma empresa com carteira assinada tem direito a benefícios alcançados por lei, o autônomo deve estar ciente de que seus lucros e vantagens são mais restritos aos serviços prestados.

Quanto à Pessoa Jurídica, os limites estão relacionados ao porte do empreendimento, que é definido antes da abertura do negócio, bem como ao regime tributário em que a empresa se enquadra.

Se você deseja saber como regularizar o seu negócio, entre em contato conosco para solicitar um orçamento.